• denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • lgpd
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • Prêmio MPT na Escola 2022: estudantes de Corumbá são finalistas da etapa nacional

Prêmio MPT na Escola 2022: estudantes de Corumbá são finalistas da etapa nacional

Alunos poderão vencer nas categorias conto e poesia; resultado será anunciado no dia 1º de dezembro

13/10/2022 - As produções artísticas de dois estudantes de escola pública do município de Corumbá, no interior de Mato Grosso do Sul, estão entre as finalistas da etapa nacional do prêmio MPT na Escola 2022 – “A Escola no Combate ao Trabalho Infantil”. Essa iniciativa estimula a participação de crianças e adolescentes nas ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho infantil e de fomento à aprendizagem profissional.

Os estudantes Fernanda Sestari da Silva e Gilson Miguel Vieira Ozório, ambos da Escola Municipal de Educação Integral Luiz Feitosa Rodrigues, concorrem nas categorias conto (para alunos do 4° e 5º ano do ensino fundamental) e poesia (para alunos do 6° e 7º ano do ensino fundamental), respectivamente.

Resultados em dezembro

A Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Coordinfância), do Ministério Público do Trabalho (MPT), divulgou na quarta-feira (12) os melhores trabalhos da etapa nacional.

Nesta edição, a ordem da classificação final – primeiro, segundo e terceiro lugares em cada categoria – apenas será revelada durante a solenidade virtual de premiação, que ocorrerá no dia 1º de dezembro, às 14h (fuso de Brasília). Ao todo, 19 estados participaram da disputa. O concurso seleciona e premia os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais de estudantes das instituições públicas de ensino que integram o projeto em todo o Brasil.

“O MPT na Escola é um projeto transformador, porque tem entre seus objetivos informar a sociedade, por intermédio da comunidade escolar, sobre os efeitos nocivos do trabalho infantil, desconstruir mitos criados em torno do tema, bem como mostrar que crianças possuem o direito fundamental de ser criança e, portanto, de usufruir de uma infância plena, digna e saudável. É um projeto concretizado essencialmente por meio do diálogo social com as Secretarias de Educação, mas se trata sobretudo de um projeto de empoderamento de crianças e adolescentes e de formação cidadã”, afirma Ana Maria Villa Real, coordenadora nacional da Coordinfância.

Dinâmica

O Prêmio MPT na Escola está dividido em dois grupos: o primeiro abrange alunos do 4º e 5º ano do ensino fundamental, cujas obras inscritas abordaram a temática do trabalho infantil, destacando-se aspectos, causas, consequências, políticas públicas de prevenção e repressão, entre outras medidas. Já o segundo grupo abarca alunos do 6º e 7º ano e que produziram atividades com o tema da aprendizagem profissional, voltada ao adolescente trabalhador.

As produções artísticas são divididas em quatro categorias por grupo – conto, poesia, música e desenho – e desenvolvidas em sala de aula a partir de material pedagógico elaborado pelo MPT, disponibilizado gratuitamente para download por meio da página do projeto.

Engajamento

Neste ano, 97 escolas públicas distribuídas em 19 municípios de Mato Grosso do Sul aderiram ao projeto, alcançado 1.029 educadores e 13.698 estudantes. Desde 2012, a iniciativa está presente no estado e já mobilizou mais de 350 mil estudantes e outros 23 mil profissionais de ensino em todo o país.

Para incentivar a participação, o MPT-MS convidou gestores públicos, por meio de ofício e de uma recomendação – assinados pela procuradora do Trabalho Simone Beatriz Rezende, titular regional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente, e enviados às secretarias de Educação. Na sequência, a instituição promoveu a capacitação periódica de toda a comunidade escolar envolvida na implementação do projeto, como técnicos das secretarias, coordenadores pedagógicos e docentes das unidades de ensino participantes.

Lista das vencedoras e dos vencedores por ordem de PRT:

Grupo 1 – Alunas e alunos do 4° e 5º ano do ensino fundamental

Categoria CONTO

PRT 4 – Município de Tramandaí/RS (E.M.E.F. General Luiz Dêntice/estudante: Valentina Mendes Fraga Alves)

PRT 7 – Município de Morada Nova/CE (E.E.B. Professora Joana Paula de Morais/estudante: Olívia Anastácio Vieira)

PRT 24 – Município de Corumbá/MS (E.M.E.I. Luiz Feitosa Rodrigues/estudante: Fernanda Sestari da Silva)


Categoria DESENHO

PRT 1 – Município de Itaperuna/RJ (Escola Municipal Oscar Jerônimo da Silva/estudante: Brenda de Souza Belo)

PRT 4 – Município de Imbé/RS (E.M.E.F. Estado de Santa Catarina/estudante: Antony Oliveira de Borba)

PRT 9 – Município de Pinhais/PR (Escola Municipal Frei Egídio Carloto/estudantes: Isabela Henrique Bernardo e Lucas Gabriel Carvalho da Silva)


Categoria MÚSICA

PRT 7 – Município de Itaiçaba/CE (Escola de Ensino Fundamental Dom Aureliano Matos/estudante: Iasmim da Silva Marinho)

PRT 8 – Município de Juruti/PA (EMEF Zelinda Souza Guimarães/estudante: Victor Emanuell Diniz Guidão)

PRT 9 – Município de Assis Chateaubriand/PR (Escola Municipal Heitor de Alencar Furtado/estudantes: Beatriz de Oliveira Aguiar, Isadora Gabrielly Targa Souza e Agatha Fernanda da Silva)

PRT 19 – Município de Maceió/AL (Escola Municipal Pedro Suruagy/estudantes: Ariel Vieira dos Santos, Débora Rodrigues dos Santos e William Guilherme da Silva Ferreira)


Categoria POESIA

PRT 4 – Município de Esteio/RS (EMEB Luiza Silvestre de Fraga/estudante: Alice Costa Lemos)

PRT 11 – Município de Manaus/AM (Escola Estadual de Tempo Integral Irmã Adonai Politi/estudante: Tassiara Kamilly da Silva Lucas)

PRT 14 – Município de Sena Madureira/AC (Escola Raimundo Magalhães/estudante: Luiara Souza do Nascimento)


Grupo 2 – Alunas e alunos do 6° e 7º ano do ensino fundamental

CATEGORIA CONTO

PRT 15 – Município de Divinolândia/SP (EMEB Euclides da Cunha/estudante: Lavínya de Mello Ramos)

PRT 17 – Município de Cariacica/ES (EMEF Stelida dias/estudante: Sophia Santos Bessa Alves)

PRT 19 – Município de Campo Alegre/AL (Escola Municipal de Educação Básica Professora Zenobia Ferreira da Silva/estudante: Lavignia Vitória da Conceição Santos)


Categoria DESENHO

PRT 1 – Município de Rio de Janeiro/RJ (Escola Municipal 05.15.026 Paraguai/estudante: Sofia Velloso Gomes)

PRT 15 – Município de Itatiba/SP (EMEB profª Rosa Scavone/estudante: Henzo da Silva Pereira)

PRT 19 – Município de União dos Palmares/AL (Escola Municipal Manoel Rosa da Paz/estudante: Izequiela Noemi dos Santos)

 

Categoria MÚSICA

PRT 5 – Município de Juazeiro/BA (Escola Municipal de Pontal/estudantes: Arthur Leoncio Lôla e Daniel Leoncio Lôla)

PRT 7 – Município de Fortim/CE (E.E.F. Comunitária da Barra/estudante: Elaine dos Santos Lima)

PRT 23 – Município de Nova Mutum/MT (Escola Municipal do Campo Jorge Carlos Ferreira/estudante: Maria Fernanda Gonçalves Ribeiro)

 

Categoria POESIA

PRT 7 – Município de Aracati/CE (EEF Centro Educacional Raízes e Asas/estudante: Radassa Vitalino Mendes)

PRT 13 – Município de Cajazeiras/PB (E.M.E.F.E.F. Carolino de Souza Neto/estudante: Maria Vitória de Abreu Marinho)

PRT 24 – Município de Corumbá/MS (Escola Municipal de Educação Integral Luiz Feitosa Rodrigues/estudante: Gilson Miguel Vieira Ozório)

Fontes: Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul e Procuradoria-Geral do Trabalho
Informações: (67) 99275-8636 | (67) 99211-3420
www.prt24.mpt.mp.br | Twitter: @MPT_MS | Instagram: @MPT_MS

Tags: trabalho infantil, Coordinfância , exploração infanto-juvenil, trabalho infantil doméstico, MPT-MS, Prêmio MPT na Escola, Corumbá, Combate ao trabalho infantil, Erradicação do Trabalho Infantil, Criança e Adolescente

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • socioambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos